A LIBERDADE E A AUTONOMIA NA FORMAÇÃO DA CONSCIÊNCIA MORAL EM KANT

  • Bruno Richard Inácio UNISAL Lorena

Resumo

Todos os seres humanos possuem uma consciência moral, conhecida também como identidade humana, esta não se resume, diretamente, apenas à liberdade tampouco ao esclarecimento. A partir da leitura da Fundamentação da Metafísica dos Costumes (1785) escrita por Immanuel Kant, no presente artigo, reflete-se sobre a maneira como a formação da identidade do ser humano pode ser entendida através das ideias do filósofo alemão. Para uma melhor compreensão de como deve ser entendida a consciência moral em Kant, foram apresentados os conceitos de liberdade, de autonomia e dos imperativos hipotéticos e do imperativo categórico; posteriormente, analisou-se a importância desses conceitos na formação da consciência moral.

Publicado
01/04/2019