Previsão de velocidade do vento no nordeste brasileiro através do modelo ARIMAX

  • Henrique do Nascimento Camelo Mestre do Curso de Mestrado Acadêmico em Ciências Físicas Aplicadas (CMACFA) da Universidade Estadual do Ceará (UECE), professor do Instituto Federal do Ceará - IFCE, Doutorando do Programa de Pós-Graduação em Ciências Climáticas (PPGCC) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)
  • Paulo Sérgio Lucio 2Doutor em Geophysique Interne - Institut de Physique du Globe de Paris, IPGP, França, professor (PPGCC/UFRN).
  • João Bosco Verçosa Leal Junior Doutor em Física pela (UFC), professor (CMACFA/UECE).
  • Paulo Cesar Marques de Carvalho Doutor em Engenharia Eletrica - Universidade de Paderborn, Alemanha, professor do Departamento de Engenharia Elétrica da Universidade Federal do Ceará (UFC).

Resumo

O presente artigo utiliza o modelo Auto-Regressivo Integrado de Médias Móveis com entradas Exógenas (ARIMAX), o qual representa uma tipo de modelagem da metodologia Box–Jenkins, para fornecer previsões de médias mensais de séries temporais da velocidade do vento em regiões do nordeste brasileiro, ao nível de 10 m de altura com o uso do software livre R. Como variáveis exógenas optou-se pela utilização de pressão atmosférica e temperatura ambiente, as quais possuem características físicas que podem ser associadas à velocidade do vento. Os resultados da estatística de erros mostram a eficácia do modelo, com erro percentual próximo de 9%, comparando-se as séries observadas e ajustadas. Além disso, foi possível identificar que as séries previstas conseguem acompanhar o perfil das séries observadas, através de semelhanças de valores mínimos e máximos da velocidade do vento. Esse resultado pode evidenciar o fato de que o modelo ARIMAX proposto para as regiões de estudo consegue captar a existência de sazonalidades. Esse trabalho poderá ter utilidade como uma possível ferramenta para auxiliar em tomadas de decisões nas diversas áreas do setor eólico, configurando-se em mais uma tentativa de garantias para reforçar a escolha de uma região na exploração de seu potencial eólico.

Biografia do Autor

##submission.authorWithAffiliation##
Doutorando em Ciências Climáticas da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Possui mestrado em Ciências Físicas Aplicadas pela Universidade Estadual do Ceará (2007). Tem experiência nas áreas de Ensino de Física, Física da Atmosfera e Energias Renováveis. Atualmente é professor efetivo do Curso de Física do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE), campus Acaraú.
##submission.authorWithAffiliation##
Graduação em Matemática pela Universidade Federal do Espírito Santo (1987), Mestrado em Estatística pela Universidade Estadual de Campinas (1991) e Doutorado em Geofísica pelo "Institut de Physique du Globe de Paris" (1996). Pós-Doutorado no Instituto Superior Técnico de Lisboa (2001), no Centro de Geofísica da Universidade de Évora (2002-2005) e no "Laboratoire dOcéanographie et du Climat, Expérimentation et Approches Numériques" (LOCEAN) na França (2011/2012). Professor do Departamento de Estatística da Universidade Federal de Minas Gerais (1991-2002). Assessor-Técnico (colaborador sênior) do Instituto Nacional de Meteorologia (2006). Atualmente é Professor Associado do Departamento de Ciências Atmosféricas e Climáticas da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Investigador Científico do Centro de Geofísica da Universidade de Évora, Coordenador do Grupo de Pesquisas do CNPq sobre "Clima, Ambiente, Saúde e Educação", Professor do Bacharelado em Meteorologia e do Programa de Pós-graduação em Ciências Climáticas (PPgCC). Coordenador do PPgCC (2012-2016) da UFRN.
##submission.authorWithAffiliation##
possui Bacharelado em Física Geral e Fundamental pela Universidade Federal do Ceará (1994), Mestrado em Física pela Universidade Federal do Ceará (1998) e Doutorado em Física pela Universidade Federal do Ceará (2003). Atualmente é Professor Adjunto da Universidade Estadual do Ceará (UECE). Tem experiência nas áreas de Física e Geociências, com ênfase em física da atmosfera, atuando principalmente nos seguintes temas: modelagem numérica da atmosfera, micrometeorologia, microfísica de nuvens, climatologia e física estatística.
##submission.authorWithAffiliation##
Possui graduação em Engenharia Elétrica pela Universidade Federal do Ceará (1989), mestrado em Engenharia Elétrica pela Universidade Federal da Paraíba (1992) e doutorado em Engenharia Elétrica pela Universidade de Paderborn, Alemanha (1997). Atualmente é professor associado do Departamento de Engenharia Elétrica da Universidade Federal do Ceará. Tem atividades de ensino, pesquisa e extensão nos seguintes temas: geração fotovoltaica, geração eólica e biodigestores. Coordena o Laboratório de Energias Alternativas da UFC.
Publicado
21/06/2017
Como Citar
CAMELO, Henrique do Nascimento et al. Previsão de velocidade do vento no nordeste brasileiro através do modelo ARIMAX. Revista Ciência e Tecnologia, [S.l.], v. 20, n. 36, jun. 2017. ISSN 2236-6733. Disponível em: <http://www.revista.unisal.br/sj/index.php/123/article/view/582>. Acesso em: 28 out. 2020.
Seção
Artigos

Palavras-chave

Energia eólica; Séries temporais; Variáveis exógenas; Software R.