Exergoeconomia aplicada à cogeração e à geração no setor sucroenergético

  • Aristides Bobroff Maluf EEP-FUMEP (Escola de Engenharia de Piracicaba-Fundação Municipal de Ensino)

Resumo

A parte útil da energia, basicamente mostrada pela exergia, assume importância principalmente quando se une à economia e à otimização do sistema. A análise convencional (primeira lei da termodinâmica) é necessária porém muitas vezes insuficiente. A análise exergética complementa a análise energética. A metodologia iterativa, usada na otimização, é empregada para o melhoramento exergoeconômico, integrada com o simulador Cycle-Tempo. Foram detalhados os custos do vapor e condensado nas tubulações. Após a otimização houve diminuição de 6,35% do custo exergético da energia produzida e também diminuição dos consumos dos biocombustíveis (33,5% para a palha e 9,0% para o eucalipto). Parâmetros exergéticos tais como eficiência exergética, relação de exergia destruída e fator exergoeconômico melhoraram na safra e na entressafra.
Publicado
16/12/2017
Como Citar
MALUF, Aristides Bobroff. Exergoeconomia aplicada à cogeração e à geração no setor sucroenergético. Revista Ciência e Tecnologia, [S.l.], v. 20, n. 37, p. 55-66, dez. 2017. ISSN 2236-6733. Disponível em: <http://www.revista.unisal.br/sj/index.php/123/article/view/611>. Acesso em: 04 abr. 2020.
Seção
Artigos

Palavras-chave

Exergoeconomia, otimização, safra, entressafra